Operação da PM apreende carga de contrabando de aparelhos eletrônicos

Graças ao trabalho executado pelo 11º Batalhão de Polícia Militar, sob o comando do tenente-coronel Wagner Ricardo Coutinho Rego, uma carga de aparelhos eletrônicos contrabandeados foi apreendida nas primeiras horas deste sábado, 09 de abril, na região da Foz do Rio São Francisco, em Piaçabuçu. De acordo com as informações colhidas por nossa redação, o… Aqui Acontece

Aqui Acontece

Graças ao trabalho executado pelo 11º Batalhão de Polícia Militar, sob o comando do tenente-coronel Wagner Ricardo Coutinho Rego, uma carga de aparelhos eletrônicos contrabandeados foi apreendida nas primeiras horas deste sábado, 09 de abril, na região da Foz do Rio São Francisco, em Piaçabuçu.

De acordo com as informações colhidas por nossa redação, o 11º BPM conseguiu apreender a carga depois de receber uma denúncia anônima dando conta de que um grupo havia sido visto em atitude suspeita retirando caixas de uma embarcação que havia encalhado na região da foz.

“Diante dessa informação deslocamos uma equipe do Pelopes ao local para averiguação e pedimos o apoio do Grupamento Aéreo para auxiliar nas buscas. Assim que nossos policiais chegaram ao local encontraram algumas caixas às margens do rio e o helicóptero conseguiu localizar a embarcação encalhada”, explicou o tenente-coronel Coutinho.

Dentro da embarcação, ainda segundo a polícia, os militares encontraram dezenas de caixas preenchidas com produtos contrabandeados e de origem duvidosa. O material foi apreendido e está sendo encaminhado em um caminhão para a Delegacia de São Miguel dos Campos, para adoção dos procedimentos cabíveis.

A polícia acredita que o material seria distribuído com revendedores locais que, quando identificados, também terão que responder na justiça pela comercialização de produtos contrabandeados. Até o momento não há registro de prisões, mas o 11º BPM segue trabalhando no caso.

Se você tiver alguma informação que possa colaborar com o trabalho da Polícia Militar ligue para o Disk Denúncia, através do 190. A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.