Festejos Juninos: AMA diz que decisão de cancelamento caberá a municípios

Jequiá da Praia anunciou cancelamento das festas de São João

Com a situação causada pelas fortes chuvas que atingem Alagoas nestes dias, alguns municípios anunciaram o cancelamento dos festejos juninos. A esse respeito a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) emitiu nota na tarde desta quinta-feira, 26, informando que, ainda não há recomendação e que a decisão caberá aos gestores municipais.

A Prefeitura de Jequiá da Praia foi a primeira cidade a anunciar o cancelamento das festas que estavam previstas para começar no dia 3 de junho após decretar Situação de Emergência.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Segundo o prefeito Felipe Jatobá, a gestão está priorizando cuidar dos jequiaenses. “Desde o primeiro momento a nossa equipe técnica está em campo, fazendo levantamentos e indo até as localidades mais atingidas para minimizar os danos causados às famílias jequiaenses. Acreditamos que no momento não temos clima para festividades, priorizando sempre o acolhimento, o bem-estar e a segurança da nossa gente.”

Em entrevista à TV Pajuçara, a prefeitura de Feliz Deserto, Rosiana Beltrão, também confirmou que os festejos da cidade estão cancelados e o dinheiro que seria utilizado nas atividades serão usados para socorro da população atingida pelos efeitos da chuva.

A AMA ação reforçou que neste momento, todas as atenções estão voltadas para auxiliar os municípios com danos estruturais, como também a assistência para famílias desabrigadas.

Nota da AMA sobre o cancelamento das festividades juninas em alguns municípios

Neste momento, todas as atenções da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) estão voltadas para auxiliar os municípios com danos estruturais, como também a assistência para famílias desabrigadas. Essa ajuda acontece junto com as comissões de Defesa Civil. Por isso, ainda não há recomendação da Associação sobre as festividades juninas. Já que isso é uma decisão individual de cada gestor, de acordo com a situação do município, em relação aos danos causados pelas fortes chuvas. Como isso se trata de desastre natural, o ideal é que os municípios aguardem o posicionamento conjunto dos órgãos de proteção e Defesa Civil para, assim, ter uma decisão embasada a partir da meteorologia. A Entidade acompanha caso a caso para oferecer o suporte necessário aos municípios. Afinal, toda população foi surpreendida com o volume de chuvas, acima do normal para quadra chuvosa, e continuamos em regime de plantão permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.