Após assassinato de motorista por aplicativo, categoria pede mais segurança; Veja vídeo

Daniel Rubens Pereira Brandão, de 31 anos, foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira, 08, no Rio Novo.

Após o a categoria se mobilizou, na tarde desta quarta-feira, 08, para pedir mais segurança para quem exerce a atividade na Capital.

Eles fizeram uma carreata saindo do terminal de ônibus do Clima Bom até o Rio Novo, onde ocorreu o crime, e depois foram prestar apoio aos familiares da vítima.

Os profissionais alegam que em alguns bairros, assaltos a motoristas por aplicativo são frequentes e pedem que o caso seja investigado e medidas sejam adotadas pelas forças de Segurança Pública.

Júnior Silva, motorista por aplicativo,  afirmou, em entrevista à TV Pajuçara, que no bairro falta policiamento e a prática de assaltos é comum. “Alguns motoristas se negam a fazer corridas para a localidade por conta da violência”, disse.

Segundo representantes da categoria, recentemente um assalto foi registrado próximo ao local onde ocorreu o crime e que esta era uma área que eles evitavam por causa da onda de violência. Em grupo de whatsapp, eles haviam combinado, há poucos dias, que as corridas ao Rio Novo deveriam ser retomadas.

A Polícia Militar informou que o 4º BPM, responsável pela região, faz constantes rondas pela localidade e orientou que em casos de assaltos, a vítima não reaja e registre denúncia junto à Seguranã Pública para que as providências cabíveis sejam tomadas.

O caso – Daniel Rubens Pereira Brandão, de 31 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta quarta-feira, 08, no Rio Novo. Ele morreu antes mesmo de receber atendimento médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.